Switch vale o que custa? Eu afirmo que não.

Switch vale o que custa? Eu afirmo que não.

Se certos amigos me vissem escrevendo esse post há uns anos atrás iriam me questionar se eu estaria ficando maluco. Isso por que eu assumo, eu já fui “nintendista”, mas eu também devo lembrar que eu sou gamer e que isso não tem marca, ninguém patrocina meus games.

E o que isso tem a ver com o tema do post, aqui vou explanar uma opinião particular, mas que vale e muito a sua reflexão.

Não é de hoje que eu bato na mesma tecla, a Nintendo não é mais a mesma. Aquela empresa que cuidava para que seu hardware tivesse durabilidade, que prezava pela qualidade dos jogos lançados e que atestava isso com o famoso “Seal of Quality Nintendo” (Selo de qualidade Nintendo), pois bem, esta honrosa empresa nipônica se perdeu no fim da era Satoru Iwata.

Eu sempre que me vejo perante a necessidade de comprar um acessório ou jogo para meu Switch, sou chamado a pensar, isso vale mesmo a pena? Temos por aí Microsoft e Sony com consoles de real peso, são vídeo games verdadeiramente potentes, com jogos a preços acessíveis e com promoções de chamar atenção até mesmo do mais muquirana dos seres.

Jogos de Switch são absurdamente caros, em vários casos mal feitos, com gráficos medíocres, bugs esquecidos e sem falar na vergonha de serviço on-line que a Big N oferece.

Com o valor de um Switch hoje, você compra um PS4 Slim de 1Tb repleto de possibilidades em se tratando de jogos e party on-line com um preço realmente justo, do outro lado o Switch virá sem jogo algum, com 32Gb de armazenamento, muitos remakes e alguns reboots já consagrados. Talvez por causa desse último atributo ele (Switch) ainda venda o que vende.

Sinceramente, eu não vejo como ser fã boy da Nintendo nos dias atuais, você só pode estar muito cego para não ver que seus Joycons vão quebrar usualmente dentro de um ano, sem qualquer mal uso. A quantidade de jogos que irá aproveitar será meia dúzia dos que aproveitaria se tivesse um Xbox One ou PS4.

Espero de verdade que a Nintendo mude, pois ao menos para nós brasileiros, seus preços e qualidade de serviços são um ultraje, algo vergonhoso e volto a dizer, absurdamente caros.

Melhore Nintendo, melhore…